Curso de Escrita Criativa e Reflexão sobre Direitos Humanos: fevereiro!

Tornar presente o ausente

Ministraremos mais uma edição do Tornar presente o ausente, curso de Escrita Criativa e reflexão sobre Direitos Humanos.

Durante 3 quintas-feiras de fevereiro 2018, com Laura Mascaro e Ana Rüsche
(sim! abrimos uma 2a edição, muita procura!)

.

Proposta do curso

Trata-se de uma nova edição de um curso, cuja metodologia foi desenvolvida pela Laura Mascaro, a partir de anotações e experiências da Hannah Arendt. O curso se baseia no pensamento da filósofa acerca da narrativa, que considera a experiência e o exemplo como fundamentais para a capacidade de representação do outro em nossa mente e, portanto, para a constituição da faculdade de julgar.

Inicialmente, foi organizado pela Cátedra Unesco de Educação para Paz, Direitos Humanos, Democracia e Tolerância em 2014, com edições no Centro Universitário Maria Antônia.

Nós duas achamos que 2018 merecia uma nova edição!
Não somente abrimos, como pela procura do curso em janeiro, abrimos uma a 2a edição em fevereiro.

+ Aqui você pode ler  o artigo acadêmico publicado na Revista Lua Nova, que narra com mais detalhes o que fizemos nas últimas edições.

O curso é constituído de duas frentes:

Na primeira frente, os participantes terão contato com textos e outros materiais representativos de situações em que os direitos humanos estejam em questão, principalmente em contextos de crise. O gênero dos textos é variado, sendo que alguns se aproximam mais de uma vertente testemunhal ou até documental, e outros da ficção. Aqui, o que se propõe é uma atividade hermenêutica, que buscará o(s) sentido(s) das narrativas apresentadas, não a partir do método histórico, mas de uma compreensão autêntica e da “fusão de horizontes” do intérprete e do texto.

A segunda frente será criativa e dará aos participantes espaço para produção de textos a partir da perspectiva de um personagem que tenha vivenciado alguma situação em que direitos humanos estivessem em questão, exercitando assim a capacidade de representação dos participantes a partir do olhar do outro.

Os encontros serão estruturados de modo a permitir aos participantes debaterem suas interpretações em relação ao material proposto, bem como para fornecer subsídios aos exercícios de escrita.

Perfil do Público: Interessados em direitos humanos e literatura em geral. Não é necessária formação específica, nem experiência prévia, basta gostar dos assuntos propostos e ter vontade de exercitar a escrita.

.

Curso: Tornar presente o ausente – Escrita Criativa e reflexão sobre Direitos Humanos

Três encontros, 15, 22 de fevereiro e 1º de março.
Quinta-feira, das 19h00 às 22h30
Investimento total: R$ 300
(serão disponibilizadas 3 vagas sociais)

 

INSCRIÇÕES

Loja online da Tapera: http://3773b.iluria.com/pd-53A9C3.html

OBSERVAÇÃO:
Os requisitos para se candidatar às vagas sociais são: fazer parte de alguma minoria social ou grupo vulnerável e ter participação ativa em ações politicas e sociais. É necessário envio prévio de justificativa contendo uma apresentação breve para o e-mail cursos@taperatapera.com.br (até o dia 5/02/18). Os resultados serão divulgados até o dia 7 de fevereiro.

SOBRE AS PROFESSORAS

Laura Mascaro
Graduada em Direito pela Universidade de São Paulo (2007); Mestre pelo departamento de Filosofia e Teoria Geral do Direito da Faculdade de Direito da USP (2011) – com a dissertação “O papel da literatura na promoção e efetivação dos direitos humanos”; e doutora em Literatura Francesa na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP – com a tese “Memória e Verdade em La Douleur de Marguerite Duras”. Atualmente é coordenadora e pesquisadora do Centro de Estudos Hannah Arendt.

Ana Rüsche (exercício de escrita criativa)
Doutora na área de Estudos Literários e Linguísticos em Inglês pela FFLCH-USP, tendo o bacharelado em Letras, com habilitação em Língua Inglesa. Mestre em Direito Internacional (FD-USP) e bacharel em Direito pela mesma instituição. Escritora, estreou com o livro de poesia “Rasgada” (Quinze & Trinta, São Paulo: 2005), que recebeu tradução ao espanhol (Ed. Limón Partido, Cidade do México: 2008, tradução Alberto Trejo, rev. Alan Mills). Publicou “Sarabanda” (poesia, Selo Demônio Negro, São Paulo: 2007), “Nós que Adoramos um Documentário” (poesia, Ed. Ourivesaria da Palavra, São Paulo: 2010, apoio ProAC – Secretaria de Estado da Cultura) e “Furiosa”(ed. autora, 2016), “Furiosa – a nautical chart and its monsters”, publicado em Nova York com seleção e tradução de Maíra Mendes Galvão. Em prosa, publicou o romance Acordados (Ed. Amauta, Brasil: 2007). Possui participações em antologias e revistas literárias nos idiomas catalão, espanhol, inglês e português.

Related Posts

UA-4597471-4