Curso Romances utópicos e moedas distópicas: Neuromancer e Kindred

Anota na agenda! Em dois sábados de janeiro (13 e 20/01/2018), haverá novamente encontros do curso Romances utópicos e moedas distópicas.

As obras selecionadas são Neuromancer do William Gibson e Kindred – laços de sangue da Octavia Butler. Conversaremos sobre o que é imaginação utópica, quais os materiais novos que os livros trouxeram à forma do romance, questões estruturais dos livros e contexto histórico. Vamos ler trechos e conversar!

O curso é uma continuidade de uma atividade organizada em setembro de 2017: discutimos três obras literárias que adoro: foram A mão esquerda da escuridão da Ursula Le Guin, O conto da aia da Margaret Atwood e A cidade e a cidade do China Miéville. Os dois primeiros estudei no doutorado e o Miéville curto bastante. Trouxe pessoas convidadas para debatermos os livros, respectivamente, Hailey Kaas, Renata Corrêa e Fábio Fernandes.

+ Margaret Atwood: de quanto o real supera a ficção para o Suplemento de Pernambuco

+ Os Despossuídos de Ursula Le Guin, resenha para Ilustríssima

.

Esquema dos encontros e motivos das escolhas

Desta vez, farei algumas modificações no esquema da aula: como Kindred – laços de sangue traz uma protagonista negra e metade da trama se passa no período em que houve escravidão nos Estados Unidos, neste encontro, mediarei uma conversa entre Lubi Prates e Diego Casaes para que minha percepção de mulher branca não nuble a análise.

No encontro sobre Neuromaner, apontaremos leituras críticas da obra, um marco nas publicações do gênero na década de 1980, sem deixar de falar sobre a representação de mulheres e tecnologia, cyberpunks, assim como a inserção do imaginário asiático na literatura norte-americana. Quem me acompanhará é o George Amaral, que possui o mestrado sobre estranhamento e consciência polícia, vai poder contribuir bem com o tema.

A respeito da escolha das obras, primeiro acho que há pouco diálogo crítico sobre Neuromancer no Brasil. Talvez seja legal ressaltar as pesquisas desbravadoras que já existem e também contribuir com uma análise mais crítica sobre a obra, dar uma lida à contrapelo mesmo.

Sobre Kindred – laços de sangue acho que nem preciso justificar, né? Foi no final de um dos encontros em setembro, que a Luana, editora da Morro Branco, veio me contar a notícia: depois de 40 anos finalmente iam publicar a Octavia Butler no Brasil! Na hora, nem consegui esboçar reação. Pareceu algo de ficção mesmo a notícia. Enfim, todo meu apoio à iniciativa honrosa, bora ler mais de pertinho a obra.

Não é obrigatório ter lido os livros antes. Spoilers na medida em que a crítica literária precisa deles para construir alguns argumentos. Duvido que você perca o interesse em ler os livros :)

.

PROGRAMA

Curso: Romances utópicos e moedas distópicas

.

13 de janeiro, das 11h às 13h

Neuromancer de William Gibson

Ana Rüsche fará apresentação e análise da obra. George Amaral fará comentários na segunda parte do encontro. A obra está publicada pela Editora Aleph, tradução de Fábio Fernandes.

.

20 de janeiro, das 11h às 13

Kindred – lanços de sangue de Octavia Butler

Diego Casaes e Lubi Prates discutirão a obra com mediação e apresentação de Ana Rüsche. A obra está publicada pela Editora Morro Branco, tradução de Carolina Caires Coelho.

  • Diego Casaes é coordenador de campanhas da Avaaz e lidera o trabalho da organização no Brasil. A Avaaz é a maior comunidade online de campanhas do mundo, tendo no Brasil 10 milhões de membros. Desde 2009, ele atua para criar um mundo melhor por meio da tecnologia e criando conexões com pessoas online — já passou pela Casa de Cultura Digital, Global Voices e pelo espaço de transformação cultural e política da Vilynda.
  • Lubi Prates é poeta, editora e tradutora. Tem dois livros publicados, coração na boca (2012 / 2016) e triz (2016), além de diversas participações em antologias nacionais e internacionais. Seu terceiro livro, um corpo negro, foi contemplado pelo PROAC com bolsa de criação e publicação de poesia e será lançado em 2018. Participou da organização da GOLPE: antologia-manifesto, um grito de diversos artistas contra o golpe político que sofreríamos no Brasil. Organizou o festival literário [eu sou poeta]. É sócia-fundadora e editora da nosotros, editorial, é editora da revista literária Parênteses e participa do comitê editorial do Selo CAROLiNA, da editora feminista Linha a Linha. Dedica-se à ações que combatem a invisibilidade de mulheres e negros na Literatura.

.

+ E no dia 27 de janeiro, sábado, das 11h às 13h

Primeira atividade do 1º FESTIVAL LITERATURA FANTÁSTIKA: UM BRASIL IRREALISTA

Conversa: Literaturas fantástikas: a realidade brasileira é uma ficção científica? Com Claudia Fusco e Fábio Fernandes | Programação completa do festival aqui

.

INSCRIÇÕES PARA OS DOIS ENCONTROShttp://bit.ly/2ByN0cX

Será necessário se inscrever para calcularmos lugares e organização do espaço, sim?

Os encontros são gratuitos, mas ficaremos felizes se puderem contribuir com R$ 20,00 por encontro. O valor será revertido a outras atividades da Tapera Taperá.

Curso: Romances utópicos e moedas distópicas. Sábados, das 11h às 13h. Dias 13 e 20/01/2018. Tapera Taperá. Av. São Luiz, 187, 2º andar, loja 29, Galeria Metrópole. República, São Paulo – SP. Tel.: (11) 3151-3797.

.

Roteiro: faça download do roteiro do encontro sobre Neuromancer

Related Posts

UA-4597471-4