Mês: dezembro 2012

décio

Lembro . Como se fosse hoje minha primeira aula a respeito de concretismo. A professora, pouco empolgada com o tema, nos passou um exercício – compor um poema concreto. Fiz uma recriação tosca daquele exemplo batido de aliteração do Cruz e Sousa (e puxa, hoje acho tão bonito o Violões que choram…), eram palavras em […]

Rolar para o topo