Sobre Tranquilas Tecnologias

Tranquilas Tecnologias é uma resolução de Ano Novo. Voltar a praticar esta velha forma de comunicação, o blog. O tema será repensar, em detalhes, a utilização do celular no cotidiano. Dar visibilidade ao tempo que nos é minerado em redes sociais, um tempo que nos é tomado numa misteriosa magia, entre o trabalhar e o consumir.

É urgente conversar mais e de forma mais profunda a respeito de redes sociais e seus impactos no cotidiano. Sei que muita gente competente faz isso há décadas. Só quero praticar o tema do ponto de vista de quem usa. Sim, a usuária, a pior peça no desenvolvimento de um software.

Escreverei aqui então a respeito de tecnologias na área de comunicação que gostaria de resgatar:

O diário manuscrito. Saber das notícias via leitor de feed. O próprio blog. Tecnologias atuais que permitem diálogos de mais qualidade, como podcasts. Também sobre tecnologias futuras que podem nos afetar logo, a exemplo do crédito social.

Procurar entender como a internet encolheu ao ponto de somente caber num pequeno aparelho na palma da mão, se expressando por alguns poucos aplicativos em lugar da terra tão vasta de possibilidades prometidas — quais lugares ainda poderíamos acessar?

Pretendo trazer essas ideias de forma não especializada. Coisas que pesco na conversa entre pessoas desconhecidas no metrô. O celular não está demais? Sabe que o celular anda me afetando?

Minha ideia é escrever postagens ao longo de 2019. Na imagem, utilizarei folhas, flores, sementes, cascas de árvore esquecidos em calçadas. Assim, também me obrigo a parar, recolher no bolso, observar essas delicadezas que se espraiam no pavimento. No ícone do projeto, uma Zamioculcas zamiifolia, planta originária do leste do continente africano — também conhecida como zuzu e por um nome muito adequado, eternity plant, considerando a resistência da bichinha à vida em apartamentos.

Experimentos comunicacionais

Para começarmos, aqui vão três propostas de exercícios para experimentos comunicacionais:

(1) Você sabe quantas horas por dia passa no celular? Sim, eu sei que você trabalha com o celular ou que você precisa usar o celular pelo importantíssimo-sr.-motivo-x. Mesmo assim, você sabe?

(2) Em um papel, liste aplicativos, grupos e redes sociais você frequenta que não te fariam muita falta. Anote: por qual motivo ainda gasta tempo com eles? Analise bem e se desfaça do que te não te fizer bem. Perca 20 minutos e ganhe 2 horas diárias de cabeça fresca.

(3) Desligue todas as notificações de aplicativos. Sim, manda ver. É maravilhoso compreender que quase não precisamos de notificações! Mantenha só para o grande amor, grandes amizades e a família que presta.

Este foi o primeiro post!
Se quiser sugerir assuntos ou fazer comentários, pode marcar #tranquilastecnologias no Instagram ou Twitter. Só não tenha muita pressa na minha resposta. Ando devagar em redes sociais. É bom. Devagar se vai ao longe.

Até a próxima!


Leia mais

+ Matéria da Wired ótima, por David Pierce, Turn off your push notifications. All of them.

+ Android: Como usar o app QualityTime para descobrir o tempo gasto no celular, por Barbara Mannara, TechTudo

+ iOS 12 pode informar quanto tempo o usuário está gastando ao usar seu iPhone, por Patrícia Gnipper, CanalTech

+ Confira aplicativos para ajudar você a fugir do vício digital, por Elson de Souza, TechTudo (2015)

Related Posts

UA-4597471-4