tentativas

tá rolando uma Blogagem Coletiva #MitosFeminismo (que estranha esta palavra, ‘blogag-e-m’, digita pra vc vê). o daud não tem mais blogue, lembrei, azar dele. raramente participo de blogagens coletivas (é mais engraçado escrever no plural, experimenta, bloga-g-e-n-s), mais por falta de criatividade e capacidade mesmo.

bom, me forcei a escrever um poema. não tá lindo como deveria merecer, mas só pq conhecer a bia e a thayz mudaram um tantinho meu modo de ver as coisas. e esses tantinhos são tanta coisa, ah, vc sabe. engraçado que alguns papinhos da dona esther aparecem no texto. não tem como esconder nada nunca, né?

.

a palavra f

.

the f word é tipo um programa de cozinha

“gordon ramsay’s f word”, no google

um f de adaga, um cara segurando uma faca

de açougue e depois um cordeirinho.

nesse mau português já não sei o que seria

.

pensei em outra palavra

(foda, vc pensou a mesma – eu sei, adivinhei)

aí lembro que vc tem mais medo

do feminismo (mas se eu fosse vc, tb teria).

asco disso do feminismo.

deve ser bem ruim, bem chato mesmo.

.

aí lembrei agora da festa que não fui

que queria vestir uma máscara de gorila

igual uma guerrilheira-girl, mas não ia ficar

pelada, tenho vergonha, ia vestir o vestido

rosa choque que comprei da menina

que a faculdade inteira apontou “puta! puta!”.

e o vestido é de rosa e de choque pq não é fácil

(viu que faculdade também tem f de fácil?)

embora todo esse rosa me enjoe, pink stinks,

– pobre das meninas sempre para sempre princesas.

.

concordo. acho bem chato, bem imundo mesmo

isso de certas palavras. feminismo. eu podia ser

bem mais feliz (tem f, reparou?) se ela não existisse.

seria um outro mundo, sem açougues e cordeirinhos

desossados ao vivo na televisão. podia pensar em faca

sem sangrar ninguém. e teria algum orgulho

de ser capaz de sangrar por dentro

sozinha todos os meses.

.

aí estou indo longe demais.

hoje tá meio de mau gosto imaginar um outro mundo

– desculpa. me retiro. fui.

(pensei agora que longe deve ter f por dentro).

.

imagem: “Flock of Lamb Origami”, por Mark & Andrea Busse

Related Posts

UA-4597471-4